segunda-feira, 22 de junho de 2009

Após 43 anos, Coreia do Norte volta a uma Copa do Mundo


Foram 43 anos de espera, mas a Coreia do Norte está de volta à Copa do Mundo. Após chocar o planeta naquela que é considerada até hoje a maior zebra da história dos Mundiais, os chollima surpreenderam novamente e se classificaram para sua segunda Copa.

O ponto forte do time de Kim Jong-Hun foi a defesa: em 16 jogos nestas Eliminatórias, foram apenas 7 gols sofridos. Nos seis jogos da segunda fase, o goleiro Ri Myong-Guk não foi vazado e, nos quatro duelos contra os eternos rivais sul-coreanos, foram três empates em zero a zero. Outra igualdade sem abertura de placar em Riad foi exatamente o que os norte-coreanos precisavam, mostrando novamente a força de sua defesa, ao menos para o nível do continente.

Pode ter surpreendido a quem não vinha acompanhando o futebol asiático, mas a Coreia do Norte tem investido muito em sua seleção, especialmente no fortalecimento das categorias de base. A base da equipe que se classificou é composta por jogadores jovens, que disputaram o Mundial Sub-17 em 2005 e o Sub-20 em 2007, apenas as primeiras participações do país em competições de base.

Vale lembrar também que, para as Copas de 98 e 2002, a Coreia do Norte sequer participou das Eliminatórias, envolta em graves problemas políticos e econômicos. Para 2006, foi bem na segunda fase, mas terminou o quadrangular final em último lugar, com apenas uma vitória. Alguns destes garotos já faziam parte daquele time, e esta experiência adquirida pode ser fundamental.

Mas a semana foi também de outras definições na Ásia. Confira:

Grupo 1

06/06 - Catar 0x0 Austrália / Usbequistão 0x1 Japão
10/06 - Japão 1x1 Catar / Austrália 2x0 Bahrein
17/06 - Bahrein 1x0 Usbequistão / Austrália 2x1 Japão

Classificação final

1. Austrália....20
2. Japão........15
3. Bahrein......10
4. Catar.........6
5. Usbequistão...4

O Grupo 1 já tinha conhecido seus classificados no dia 06, mas faltava a definição do terceiro lugar para a repescagem. O Bahrein recebeu o Usbequistão precisando de um empate para se garantir, mas foi pressionado pelos visitantes que ainda sonhavam, necessitando de uma vitória. Mas o gol de Mahmood Abdulrahman, em uma linda cobrança de falta, levou os torcedores ao delírio e a seleção à repescagem pela segunda vez consecutiva. Em 2006, bateu exatamente o Usbequistão, mas caiu diante de Trinidad & Tobago.


Grupo 2

06/06 - Coreia do Norte 0x0 Irã / EAU 0x2 Coreia do Sul
10/06 - Irã 1x0 EAU / Coreia do Sul 0x0 Arábia Saudita
17/06 - Coreia do Sul 1x1 Irã / Arábia Saudita 0x0 Coreia do Norte

Classificação final

1. Coreia do Sul.....16
2. Coreia do Norte...12
3. Arábia Saudita....12
4. Irã...............11
5. EAU................1

O grupo 2 prometeu muito equilíbrio e cumpriu. Aparte os Emirados Árabes Unidos, que desde o início sabia-se que seriam apenas sparring, a briga seria intensa entre as quatro outras seleções. O Irã lamentou o gol de empate sofrido no fim contra a Coreia do Sul, e torceu por um vencedor na partida entre sauditas e norte-coreanos, mas acabou ficando de fora. Os pontos que faltaram foram exatamente contra os emirenses, no empate em 1 a 1 - único jogo que os lanternas não perderam. Os árabes começaram a campanhacom tropeços, e a vaga na repescagem até que saiu de bom tamanho, considerando que são favoritos perante o Bahrein e até contra a Nova Zelândia.

Pelo menos no momento, os times asiáticos não parecem fortes o suficiente para almejarem um lugar na segunda fase da Copa - apenas a Austrália vem forte, mas vale lembrar que ela é, na verdade, da Oceania. Com mais tempo para se dedicarem graças à classificação antecipada, talvez Japão e Coreia do Sul possam surpreender. Mas é difícil esperar algo da Coreia do Norte ou do vencedor da repescagem. Para eles, só participar já é motivo de festa.

3 comentários:

Breiller disse...

A Coreia do Norte volta à Copa num momento mais que oportuno. As declarações dos jogadores e comissão técnica da Coreia do Sul após a vitória do país vizinho foram louváveis. Eles mesmo torciam pela classificação dos norte-coreanos, quando muita gente dizia que sul-coreanos iriam entregar jogos para desclassificar os "co-irmãos" do Norte.

Felizmente, a divergência se restringe apenas à esfera política. No fundo, coreanos queriam mesmo era estar próximos uns dos outros, e o futebol, ainda que por pouco tempo, serve como ferramenta para essa reaproximação.

FutbolLatino disse...

Ola. Muito bacana o seu blog, vou começar a acompanhar. Muito bem escrito com excelentes textos.

Caso tenha interesse em trocar links, meu blog é www.futebolatino.blogspot.com. Dê uma olhada se tem interesse.

Abraço
Gustavo
Futebol Latino

Rafaella Hayashi disse...

boo!

Olá,
Sou da área de marketing da boo-box, nós somos um Sistema de Publicidade Para Mídias Sociais, intermediando a negociação entre agências, e-commerces e publishers como você. Estou entrando em contato pois gostei bastante do conteúdo do seu site e vislumbro ótimas oportunidades de obtenção de receita.

Graças a nossa presença constante nos meios de comunicação voltados para as agências temos tido uma grande demanda e precisamos de sites como o seu para dar vazão.

Vitrine Publicitária
Meio & Mensagem
Propaganda e Marketing

A implementação é bastante simples e eu me disponho a te ajudar no passo-a-passo.
Caso seja do seu interesse, por favor, entre em contato comigo!

Abraços,
Rafaella